ANNA FEDOROVA


PIANO

ANNA FEDOROVA

Image

20 DE SETEMBRO 2019 – 21H30

PALÁCIO NACIONAL DE QUELUZ

Chopin – o mito romântico: o sentido de improvisação, a hipersensibilidade e a melancolia, o piano como confidente, a nostalgia da música da sua Polónia natal como inspiração musical. É à música do poeta do piano, o revolucionário do instrumento rei do século XIX que Anna Fedorova irá dedicar o seu recital.

A portentosa pianista russa, com uma carreira fulgurante na cena internacional visita Sintra pela primeira vez, para um concerto com o sabor do improviso romântico e das evocações poéticas que associamos ao universo icónico de Sintra.

ANNA FEDOROVA | PIANO

PROGRAMA

Frédéric Chopin (1810-1849)

Valsa op. 18 em Mib Maior (Grande Valsa Brilhante)

Noturnos op. 27 nº 1 e nº 2

Fantasia op.49 em fá menor

Três Valsas op. 34

Nº 1 em Láb Maior

Nº 2 em lá menor

Nº 3 em fá Maior

Balada nº 1, op. 23

Balada nº 2, op. 38

Balada nº 3, op. 47

Balada nº 4, op. 52

ANNA FEDOROVA

Anna Fedorova é uma das mais destacadas jovens pianistas da atualidade. Desde cedo que demonstrou uma maturidade inata e capacidade musical fora do comum. A sua carreira internacional iniciou-se ainda jovem, com críticas a louvar a sua capacidade de surpreender totalmente as audiências com a sua musicalidade, técnica  e expressividade.

Com mais de 20 milhões de visualizações, a gravação ao vivo de Anna do 2.º concerto de Rachmaninoff no Royal Concertgebouw, em Amesterdão, tornou-se o concerto clássico mais visto no Youtube. É presença regular em transmissões ao vivo no canal holandês de música clássica, AvroTros.

Apresentou na Europa, América do Norte e do Sul e Ásia, incluindo o Concertgebouw de Amsterdão, o Carnegie Hall, o Theatre des Champs Elysees, em Paris, o Zurique Tonhalle, o Palacio de Bellas Artes (México), o Teatro Colon (Buenos Aires), Cadogan Hall (Londres), Vancouver Playhouse, Louis Vuitton Series, em Paris, a Filharmonia de Varsóvia, a Filarmônica de Gdansk, o Museu de Arte de Tel Aviv, o Bunka Kaikan de Tóquio, o Laeiszhalle de Hamburgo, Centro Cultural de Belém, em Lisboa e muitos outros. Também participou de inúmeros festivais de música, como o Verbier Festival (Suíça), Annecy Classic Festival (França), Menuhin Festival Gstaad (Suíça), Ravinia Festival (EUA), festival Absolute Classics na Escócia, IKIF (Nova York, EUA). Violon sur le sable (França), o Rubinstein Piano Festival (Lodz, Polônia), o Festival Internacional de Piano de Trieste (Itália), o Orpheum Music Festival (Zurique, Suíça), o Musikdorf Ernen (Suíça), o Festival de Corfu de Artes (Grécia), o Festival Chopin em Antonin (Polónia), o Festival Internacional de Música de Câmara de Koblenz (Alemanha) e outros.

Tem atuado com orquestras de todo o mundo, como a Orquestra Filarmónica de Hong Kong, a Orquestra Sinfónica de Dallas, Orquestra Filarmónica de Holanda, Orquestra Sinfónica Yomiuri Nippon, Orquestra Filarmónica Real, Orquestra Sinfónica de Quioto, Orquestra Lamoureux , a Orquestra Filarmonica de Buenos Aires (Argentina), a Orquestra de Chambre de Lausanne (Suíça), a Residentie Orkest e a Camerata Amsterdam (Holanda), a Tokyo New City Orchestra (Japão), a Philarmonia das Nações e a Nordwestdeutsche Philharmonie (Alemanha), a Orquesta Sinfónica Nacional do México, a Orquestra Sinfónica de Xalapa e a OFUNAM (México), a Orquestra de Câmara de Israel, a Camerata Polaca e muitas outras. Os maestros com quem Anna trabalhou incluem Jaap Van Zweden, Olari Elts, Jun Markl, Alun Francis, Andrew Grams, Howard Griffiths, Gerard Oskamp, ​​Justus Franz, Kevin Griffiths, Carlos Miguel Prieto, Jerome Pillement, Shinik Hahm, Alejo Perez, Martin Panteleev, David Lockington e muitos outros.

Entre os principais prémios conquistados em várias competições internacionais de piano, incluem-se o Concurso Internacional de Piano Rubinstein 'In Memoriam', o Concurso Moscou Internacional Frederick Chopin para jovens pianistas, o Concurso Lyon de Piano, e, recentemente recebeu o Prémio Verbier Festival Academy. Também foi duas vezes laureada com o Prémio Dorothy MacKenzie (Nova York, EUA).

Anna Fedorova formou-se com distinção no Royal College of Music sob a orientação da Norma Fischer. Também estudou na Accademia Pianistica em Imola, em Itália, com Leonid Margarius e em Kiev, com Borys Fedorov. Também recebeu orientação de músicos de renome mundial, como Alfred Brendel, Menahem Pressler, Steven Isserlis e Andras Schiff.

A sua discografia inclui “Four Fantasies” (Channel Classic);  Brahms, Liszt e Chopin (DiscAnnecy Label) Rachmaninoff (Piano Classics); e ainda  álbuns - com o 3.º concerto para piano de Rachmaninoff e Mussorgsky “Pictures at an Exhibition”, e dois duo CD's - com o violoncelista alemão Benedict Kloeckner e obras de Chopin e Frank, e com o violoncelista turco Jamal Aliyev e ainda obras de compositores russos. Em maio de 2017 torna-se diretora artística e co-fundadora do Festival Internacional de Música de Câmara de Ede.

Os futuros compromissos de Anna incluem apresentações com a Philharmonia Orchestra, a Boston Philharmonic Youth Orchestra, a Bournemouth Symphony Orchestra, a St. Gallen Symphony Orchestra e muitas outras. Apresentar-se-á ainda no Amsterdam Concertgebouw, no Boston Symphony Hall, no Royal Festival Hall, em Londres e no Seoul Arts Centre.