Aris Quartett | Festival de Sintra
Aris Quartett, Palácio da Vila
17356
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-17356,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

O canal ARTE descreve o Aris Quartett como “um dos mais sensacionais ensembles da nova geração”.

Um programa com obras chave do repertório para quarteto de cordas, obras-primas, incluindo um dos últimos quartetos de Beethoven, o impressionante op.131, sobre o qual Schubert disse:

“Depois disto, o que sobra para ser escrito por nós?”

O canal ARTE descreve o Aris Quartett como “um dos mais sensacionais ensembles da nova geração”.

Um programa com obras chave do repertório para quarteto de cordas, obras-primas, incluindo um dos últimos quartetos de Beethoven, o impressionante op.131, sobre o qual Schubert disse:

“Depois disto, o que sobra para ser escrito por nós?”

Aris Quartett

Anna Katharina Wildermuth, violino
Noémi Zipperling, violino
Caspar Vinzens, viola
Lukas Sieber, violoncelo

Felix Mendelssohn (1809-1847)
Quarteto nº 2 em lá menor op. 13

Dmitri Shostakovich (1906-1975)
Quarteto nº. 8 em dó menor op. 110

Ludwig van Beethoven (1770 -1827)
Quarteto nº. 14 em dó# menor op. 131

Aris Quartett

O canal ARTE descreve o Aris Quartett como “um dos mais sensacionais ensembles da nova geração”, a ZDF alemã considera-os “o futuro da cena musical clássica”.

Sempre que se apresentam em concerto ou em gravações discográficas, o reconhecimento da crítica é unânime no seu entusiasmo.

Anna Katharina Wildermuth e Noémi Zipperling (violins), Caspar Vinzens (viola) e Lukas Sieber (cello) juntaram-se ainda muito jovens por iniciativa do seu professor de música de câmara, Hubert Buchberger em 2009.

O quarteto obteve vários primeiros prémios internacionais, nomeadamente em 2016 o Concurso Internacional Joseph Joachim em Weimar e cinco prémios no ARD International Music Competition em Munique.

Em 2018 o quarteto foi nomeado BBC New Generation Artists, uma distinção que os levou a gravações discográficas, difusões radiofónicas internacionais e concertos nas mais importantes instituições do Reino Unido.
Mantendo a sua formação original, já realizaram mais de 450 concertos em todo o mundo.
O seu repertório é vasto e abrangente: para além das obras de referência clássica de Haydn, Beethoven e Bartók, também se dedicam a obras menos conhecidas de Reger, Hindemith, and Zemlinsky. Em colaboração com o Deutschlandfunk, o seu 4º CD com obras de Shostakovich e Schubert será lançado no outono de 2018 pela GENUIN classics.
Mais informações em : www.arisquartett.de